terça-feira, janeiro 31, 2006

Juro

Não fui eu que fiz aquilo ao carro do Adriaanse. Mas por outro lado eu não vivo no Porto...

segunda-feira, janeiro 30, 2006

Li...ção!!!


quarta-feira, janeiro 18, 2006

Ainda relativamente ao post anterior...

Qual o ponto de contacto entre Alverca e Estoril, para lá de terem sido dominados até há bem pouco tempo por figuras de proa do universo benfiquista, de terem servido os interesses do clube da águia, fosse por intermédio de cedências de jogadores, fosse por "facilitar" a realização de um certo jogo em "casa", e ainda do seu futebol profissional ter acabado da forma como acabou?
Beats the hell out of me...

terça-feira, janeiro 17, 2006

Filipe Soares Franco, em entrevista à Antena 1

"Veja-se o que se está a passar com a SAD do Estoril. O senhor José Veiga tem 80 por cento das acções, que foram escamoteados durante a época passada. Nunca ninguém conseguiu provar se as acções eram da empresa A, B ou C. O jornal O JOGO fez ontem o relato de tudo isto. Acham que é abonatório ter um director-desportivo do Benfica que é o maior accionista de um clube que está na mesma competição?"

terça-feira, janeiro 10, 2006

Ainda assim....

Sporting melhor clube português em 2005

segunda-feira, janeiro 09, 2006

O que fazer?

Com a derrota em Braga o Sporting, não atirando a toalha ao chão, parece dizer adeus ao título nacional, cada vez mais e mais uma miragem.
10 pontos de distância do líder ao final da 1ª volta é muito ponto. Ainda faltam disputar 17 jornadas, logo, 51 pontos, é certo. Mas só com uma grande 2ª volta de nível excepcional, aliada à perda de pontos de (muitos) adversários directos, é que os leões conseguirão chegar ao primeiro posto. Não é impossível mas é, digamos, uma tarefa hercúlea.

Ao Sporting falta-lhe uma equipa. Está mais que visto que há um deficit de liderança no onze do Sporting, que falta alguém que transporte a equipa, que a carregue. Mais do que as debilidades defensivas, que têm vindo a ser melhoradas, malgrado o desaire em Braga, ao Sporting falta uma identidade, que Paulo Bento bem tem tentado criar mas as limitações próprias do plantel e as lesões acrescidas o impedem.

Falta, no fundo, aos leões, dois jogadores que perdemos no início da época, mais o primeiro que o segundo: Rochemback e Enakharire.

O grande problema que se coloca agora é “o que fazer”. Com eleições à vista, a Paulo Bento faltam-lhe condições para fazer o que lhe competia, que era desde já preparar nesta época a próxima, mediante a escolha criteriosa dos modelos de jogo a aplicar e suas respectivas equipas-tipo, de forma a analisar carências, preparar soluções e enraizar modelos de jogo. Mas como, ou porquê fazê-lo, se o Sporting, com novo Presidente eleito, pode mudar de estratégia no futebol, seguindo um caminho no qual não esteja previsto, pelo menos como técnico principal, Paulo Bento? Como se prepara uma próxima época se todo o figurino está previsto mudar em finais de Maio?

São tempos difíceis para Paulo Bento e para o Sporting. Esta época, muito provavelmente, será para esquecer. Mas já não será para esquecer a ascensão de um Homem que já em campo deixava tudo em nome da equipa e que agora, enquanto líder de homens, no início do seu percurso, continua a mostrar a mesma fibra de campeão, não tendo medo de dar a cara à luta e transmitindo isso mesmo aos seus meninos, lançados às feras como se de mais uma partida de futebol se tratasse.

Seria bom que se começassem a perfilar os eventuais candidatos e quais as suas escolhas para a liderança da equipa principal. Admito que alguns (ou mesmo todos) pudessem querer contar com Paulo Bento na próxima época. Esse seria um trunfo muito bom para o Sporting, não já para a presente claro, mas para a próxima edição da Liga. A ver vamos...

terça-feira, janeiro 03, 2006

Ridículo

Claro está que só podia acabar à chapada esta história do Moretto e a disputa em torno dele por Benfica e Porto.

E mais verdade ainda o é se adicionarem a esta preparação os intervenientes directos dos clubes em causa, que julgo concorrerem todos entre si para o prémio “Bad to the Bone” ou mesmo para uma das edições do concurso “Quem quer ser Mafioso”. Entre irmãos de accionistas de SAD’s dirigentes em clubes brasileiros mandatados por clubes nacionais, passando por seguranças pessoais de outros dirigentes ávidos de molhar a sopa e dos seus 15m de fama, passando por esperas em aeroportos internacionais... tudo remeteria para um argumento de um qualquer filme do Tino Navarro mas não. É o futebol português no pique da luta de poderes... os galos a digladiarem-se pelo poleiro. O poleiro dá títulos.

Lamentável. E Grave. Mas mais: toda a situação em si é ridícula pois o Benfica só pode mesmo estar muito desesperado para que o seu próprio presidente se veja forçado a proteger primeiro o jogador no Brasil através de um emissário e depois mesmo pessoalmente, tendo-se deslocado a terras de Vera Cruz em viagem relâmpago... tudo isto por um jogador de futebol que nem o próprio LFV conhecia há uns meses...

História também ridícula e que já começa realmente a fartar é a que Polga e Deivid protagonizam, autêntica novela brasileira, o primeiro supostamente retido em Porto Alegre incapaz de conseguir um bilhete de regresso e o último incontactável em Terras de Vera Cruz.

No caso de Polga é caso para dizer que não há coincidências. Depois de todos os problemas no Sporting, depois de todas as fífias que já consentiu, devia ter aproveitado este momento em que Beto parece estar de fora das opções técnicas imediatas de Paulo Bento para agarrar o lugar. O próprio PB já admitiu que é a dupla preferida dele para aquele posto. Polga brinca com os adeptos leoninos que já lhe retiraram muita margem de manobra... este atraso apenas gera desconfiança nas hostes, o que só o fragiliza... ainda mais. E ainda está para ser explicado (1) porque razão Polga não comprou bilhete de ida e volta desde logo e (2) como vai o Presidente do Benfica ao Brasil num dia e vem noutro e Polga (des)espera? “Porque é o Presidente do Benfica.” (Gilmar Veloz) ?! Desculpem mas não...

Quanto a Deivid nem um contacto, o que ainda torna a situação mais grave. Tanto mais que rumores correm que Santos estará interessado nele e que o jogador inclusive terá comprado um apartamento perto do clube. Deivid, tal como Polga, falta ao respeito para com a entidade que apostou nele, com os seus líderes, com os seus colegas de trabalho e com todos os sócios e simpatizantes do clube. E, no seu caso pessoal, ainda perde os pontos granjeados a Liedson desde que o brasileiro protagonizou a sua última novela.

Espero que Paulo Bento e a SAD saibam tratar desta situação como merece. “Sem perseguir jogadores”, como realçou Filipe Soares Franco, concerteza, mas é preciso não admitir este tipo de atitudes que só desestabilizam um grupo e muito do trabalho criado à sua volta.

São histórias diferentes mas com um ponto em comum: são ridículas. E assim é o nosso futebol: ridículo.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?


Traffic analyzer